O artista plástico George Rembrandt Gutlich nasceu em São José dos Campos (SP) em 1968. Formado em Artes Plásticas, tem especialização em Museologia e mestrado em Ciências Ambientais, com a dissertação intitulada “Arcádia Nassoviana. Natureza e Imaginário no Brasil-holandês” pela Universidade de Taubaté. É Doutor pelo Instituto de Artes da UNICAMP, com tese intitulada: Teatro da Memória; a eloquência das ruínas na paisagem urbana.

Dentre as principais exposições coletivas destacam-se as da Universidade de Santiago (Chile), em 1993; Coletiva de Gravadores Paulistas – UNB, em 1994; Internacional Mail Art – Havana (Cuba), em 1995; Mostra de Gravura Rio – Rio de Janeiro (1999); Cartografias Poéticas – Galeria Gravura Brasileira – São Paulo (2000)/Faculdade Santa Marcelina, São Paulo (2000)/ Museu Gran Vasco, Viseu, Portugal (2001); Brasilianische landschaft, Berlim, 2004 e Homenaje al caracol, Guadalupe, Zacatecas, México, 2006.

Realizou exposições individuais em galerias de arte do Vale do Paraíba (SP), no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de S\ão Paulo, em 1995, na Galeria SESC Paulista, em 1997, Galeria SESC de SJCampos, em 2001, Galeria Augusta 664, em São Paulo, em 2003, e no Museu Nacional de Malta, Valletta, Malta, em 2005.

Atualmente, é professor das disciplinas Plástica e Estética na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Taubaté, professor da disciplina de Desenho da Paisagem no curso de pós-graduação em Paisagismo do SENAC São Paulo, professor da disciplina Gravura da Faculdade de Artes Plásticas da Universidade Brás Cubas – Mogi das Cruzes (SP) e membro participante do Núcleo de Preservação do Patrimônio Cultural e do Projeto de restauro do Solar da Viscondessa de Tremembé.

Mostrando um único resultado